Confissão pelo iPhone?

”Recebei o Espírito Santo.
A quem perdoardes os pecados, serão perdoados;
a quem os retiverdes, ficarão retidos” (Jo 22, 22-23)

Sob um título bastante suspeito, o site do Olhar Digital anunciou na noite de ontem (07/02) que a Igreja católica havia liberado um aplicativo para o iPhone no qual os fiéis poderiam se utilizar para receber o sacramento da Penitência.

A desinformação do Olhar Digital feita pelo desleixado repasse de informações vinda da sempre imaculada Reuters está me fazendo escrever aqui para explicar o que essa informação realmente significa.

Analisando a informação

Vamos por partes:

Realizar confissões por meio do iPhone. Este é o objetivo de um aplicativo que acaba de ser lançado para usuários do smartphone da Apple.

A locução-chave é “por meio de“. Esta indica que a presença física do fiel ante o sacerdote deixará de ser necessária com a aquisição do aplicativo. Segundo a descrição oficial do aplicativo, seu objetivo é ser utilizado no confessionário com a finalidade de guiar o penitente no rito sacramental e orientá-lo quanto ao seu exame de consciência e orações.

Portanto, eis o primeiro erro da matéria.

Batizado de Confession: A Roman Catholic […] foi o primeiro produto desse tipo a ser aprovado pela Igreja Católica

Pela dimensão dada ao termo “Igreja Católica“, supõe-se que o próprio Papa autorizou que o desenvolvimento e a publicação do aplicativo.

No original da Reuters, lemos quatro versões no mesmo artigo que afunilam cada vez mais a dimensão Igreja católica dada inicialmente pelo Olhar Digital:

  • O aplicativo foi sancionado pela Igreja católica dos EUA (1º parágrafo);
  • O aplicativo foi o primeiro do tipo a ser aprovado por uma autoridade da Igreja (2º parágrafo);
  • O aplicativo foi projetado com ajuda de um bispo ligado à Conferência de Bispos dos EUA (6º parágrafo);
  • O aplicativo foi autorizado pelo bispo Kevin Rhoades, da Diocese de Fort Wayne (8º parágrafo).

Quem leu atentamente a notícia da Reuters percebeu que a aprovação ao estilo “Legal! Gostei pra caramba! Vou recomendar!” dada por um bispo diocesano não interfere em absolutamente nada nas diretrizes milenares da Igreja. Mesmo que o bispo tivesse permitido por escrito (a matéria não deixa claro como foi essa aprovação), continuaríamos na mesma.

Os desenvolvedores do aplicativo explicam que ele não quer substituir uma confissão com um padre na igreja, mas vai servir de incentivo para os católicos, ao facilitar o processo de admitir os pecados, por meio do iPhone.

Os desenvolvedores — certamente bem intencionados — não querem que seu aplicativo substitua a Confissão porque isto é justamente o contrário do objetivo principal do programa (cf. descrição do aplicativo).

Mesmo que fosse esta a intenção, seria impossível realizá-la, visto que “o lugar próprio para ouvir confissões é a igreja ou oratório” (Cân. 964, § 1), conforme dita o Código de Direito Canônico de 1983.

Minhas reais esperanças

E assim como aconteceu com o homem que voltou à Confissão após 20 anos, certamente o aplicativo contribuirá para que muitos outros fiéis retornem ao sacramento do qual você e eu nos revestimos de Jesus Cristo e de seus merecimentos. Oremos!

Conclusão

Após tanta confusão, resta-nos saber quais foram as reais intenções da publicação dessa notícia e sua clara deturpação por parte dos meios de comunicação. Desta vez não trarei expectativas sobre o que pensar ou não acerca deste infeliz caso. Porém, é certo que o Olhar Digital sairá da minha lista de feeds após esse caso. Afinal, se fazer informação com base naquilo que não se lê direito é  jornalismo, qualquer um é, pois, capaz de produzir conteúdo. Se não selecionarmos bem de onde vem a verdadeira informação, deixaremos de ser desinformados para estarmos informados pela metade.

Pois é… mais uma vez, as mídias pecaram ao falar da Igreja.

Anúncios

, ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: