O que a Campanha da Fraternidade tem a ver com o Programa Mais Médicos?

Campanha da Fraternidade 2014
Autor: Apostolado Catecismo da Igreja Católica

Todos os anos a CNBB promove a Campanha da Fraternidade na finalidade de combater os pecados sociais. Embora muitos de nós observemos essas campanhas com ressalvas, dado o viés ideológico que ela acaba tomando, é importante notar a importância dos temas que ela aborda e como os fiéis e, sobretudo, o clero devem pensá-los. Neste ano, o tema é a respeito do Tráfico Humano, que, conforme a própria CNBB, “refere-se à mesma exploração em consequência de violações dos direitos das pessoas. É uma ofensa aos direitos humanos porque oprime e escraviza a pessoa, ferindo sua dignidade e evidenciando diversas violações de direitos presentes na sociedade contemporânea” (CF 2014).

A importância do tema é tanta que até mesmo o nosso Santo Padre Francisco já se pronunciou a respeito: “o tráfico de pessoas é uma atividade ignóbil, uma vergonha para as nossas sociedades que se dizem civilizadas”.

Mas o que a CF deste ano tem a ver com o programa Mais Médicos, do governo federal?

Quem acompanha os noticiários tem conhecimento do programa Mais Médicos, que visa trazer médicos de diversos países para trabalhar no Brasil, sendo Cuba um dos principais países. Embora esse seja um programa louvável do ponto de vista sanitário, qualquer um que já fez catequese e estudou história sem o viés marxista sabe que o povo cubano vive sob uma ditadura, onde o respeito, as liberdade individuais e os direitos humanos não são respeitados.

Com a CF deste ano, a CNBB quer nos alertar para o pecado social do tráfico humano existente nesse programa. Aos olhos de toda a população, o governo brasileiro, sob a autoridade da presidente Dilma Rousseff, tem aceitado a exploração dos médicos cubanos que são enviados ao país pelo governo ditatorial de Cuba.

Como funciona o tráfico de médicos cubanos?

Cuba é um país ainda dominado pela ditadura castrista, que é fundamentada no socialismo. Nesse país, o salário de cada trabalhador não pertence ao trabalhador, mas ao Estado, que é uma espécie de “supremo deus”. O Estado, então, repassa aos cidadãos aquilo que julga ser meritório aos trabalhadores. Alguns teóricos do marxismo dizem que não existe mérito no comunismo, mas igualdade. Podemos até entender assim. Porém, sempre saberemos que a igualdade não é fonte de justiça, mas de injustiças.

No Brasil, o governo do PT não dá “o pão de cada dia” (Mt 6, 11) aos trabalhadores cubanos. Ao contrário, paga o salário deles à ditadura cubana, como em Cuba, que repassa aos médicos e às suas famílias conforme as leis do país.

Uma reflexão

Pensemos nós:

  • Será que gostaríamos de trabalhar 8h/dia e ver nosso salário preso ao Estado?
  • Será que não merecemos receber diretamente aquilo pelo qual trabalhamos?
  • Será que o Estado precisa ser o interventor daquilo que eu faço ou deixo de fazer?

A Igreja no Brasil já está alerta para o tráfico de pessoas no país. Será que você, CATÓLICO, já abriu os olhos para o acontece ao seu redor? Uma das sugestões da CNBB para o combate a esse tráfico é reclamar às autoridades. Eu faço uma outra sugestão: utilizemos as urnas em outubro contra os governantes que promovem essa escravização em pleno século XXI.

Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira das Américas, rogai por nós!
Santo Antônio Maria Claret, rogai por nós!

Artigo publicado originalmente em 06 de março de 2014 no site Domus Mariae.

Anúncios

O Fantástico Mundo dos Ultratradicionalistas

Bobby não participou do Concílio Vaticano II

No princípio, Deus criou os céus e a terra. No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus. Nesse instante, o Espírito de Deus pairava sobre as águas.

Fiat lux! – disse Deus. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Continue lendo “O Fantástico Mundo dos Ultratradicionalistas”

Um poema sem título. Ou: O Direito de Nascer Menina

Em 2007, ano de minha formatura no Ensino Médio, escrevi duas poesias muito especiais para mim: A Mulher de Lá e À Nova Civilização. Elas fizeram parte de um trabalho. Foi um dos poucos trabalhos no qual toda a nossa turma participou. Salvo engano, um ou dois acabaram não fazendo conosco, mas com outras turmas. Tudo bem. Confesso, porém, que foi emocionante a dedicação e o trabalho de todos. O amizade imperou.

Voltando às poesias… Não sei quem, nesse mesmo ano, teve a agudez de espírito de juntar os dois poemas e utilizar na peça que montamos (era este o trabalho). O novo ficou ótimo!

Disponibilizo-o abaixo. Infelizmente, ele não teve um título.

Continue lendo “Um poema sem título. Ou: O Direito de Nascer Menina”

Os números de 2010

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Este blog é fantástico!.

Números apetitosos

Imagem de destaque

A Torre de Pisa tem umas escadas com 296 degraus até ao topo. Este blog foi visitado cerca de 1,100 vezes em 2010. Se cada visita fosse um degrau, já teria subido a Torre de Pisa 4 vezes

Em 2010, escreveu 11 novo artigo, aumentando o arquivo total do seu blog para 13 artigos. Fez upload de 44 imagens, ocupando um total de 2mb. Isso equivale a cerca de 4 imagens por mês.

The busiest day of the year was 23 de novembro with 37 views. The most popular post that day was arquitetura-casa.

De onde vieram?

Os sites que mais tráfego lhe enviaram em 2010 foram scriptbrasil.com.br, twitter.com, orkut.com.br, obama-scandal-exposed.co.cc e caouivador.wordpress.com

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por arquitetura, arquitetura casa, casa arquitetura, estrutura basica de um computador e arquitetura de casa

Atracções em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010.

1

Características de um Estudante Bem-sucedido julho, 2010
4 comentários

2

Estrutura básica de computadores julho, 2010

3

Minha resposta a uma “católica petista” outubro, 2010
2 comentários

4

Entrevista sobre metodologias ágeis (II) fevereiro, 2010
2 comentários

Meus Favoritos de 2010

Antes que 2010 finalize, quero compartilhar com vocês, caros amigos, quais foram as minhas preferências deste ano. A “pequena” lista contém os melhores, mais interessantes ou mais vistos por mim.

São 8 categorias: websites, blogs, vídeos, vídeo-músicas, músicas, perfis de twitter, livros e filmes. Cada categoria tem exatamente os 5 favoritos do ano.

Foi muito difícil escolher, tanto por sobra quanto por falta de opções. Vasculhei o meu histórico em cada uma das categorias e tive certeza das escolhas quando alegrei-me em vê-las novamente, como se fossem a primeira vez.
Continue lendo “Meus Favoritos de 2010”

Esperanças e Expectativas

Uma flor nasceu na rua!
Uma flor nasceu na rua!

Lembrar-te-ás toda ternura que expressamos,
Sempre que juntos, a emoção que partilhamos…
Nem a distância apaga a chama da paixão.
(Soneto da saudade, Guimarães Rosa)

Há quase dois meses conversava com uma amiga sobre esperanças e expectativas. Embora fosse uma conversa informal que questionava as razões humanas da decepção causada pelas pessoas mais próximas de nós, não pude deixar de perceber naquele momento que muitos filósofos, escritores e músicos já haviam abordado essa questão. Continue lendo “Esperanças e Expectativas”